Você Empregado

Currículo-Em tempos de LinkedIn, ainda é preciso ter um?

Karine Camuci

Considerando o cenário profissional atual dinâmico e competitivo, você precisa, SIM, ter um currículo, até porque parte das informações do seu perfil no LinkedIn, vem do seu currículo. No seu currículo, você terá o registro das experiências passadas, suas conquistas e projetos, já o LinkedIn, além de trazer todos esses dados, você mostra quem é você profissional hoje.   Ao criar um currículo atrativo, você precisa evidenciar a sua singularidade como profissional, demonstrar através das suas conquistas, o seu diferencial. 

Isso te torna único. É a chave para destacar-se entre a multidão e cativar a atenção dos recrutadores.

Como fazer um bom currículo

  1. Dados de Contato Claros: Inclua seu nome completo, número de telefone, endereço de e-mail profissional e, se aplicável, um link para o seu perfil no LinkedIn. Neste bloco de dados pessoas, fique a vontade para inserir carteira de habilitação, OAB e outra informação fundamental. Quer facilitar para o recrutador? Insira o seu link de acesso ao Whatsapp.
  2. Objetivo Profissional (Opcional): O nome da vaga ou o nome do departamento que deseja atuar. 
  3. Resumo ou Perfil Profissional: Um resumo conciso (5-7 linhas) que destaque suas principais habilidades, experiências e realizações relevantes para a vaga. Isso é uma prévia do que o empregador pode esperar encontrar em seu currículo. Para cada vaga, você deve personalizar este campo. 
  4. Histórico Profissional: Liste suas experiências de trabalho em ordem cronológica inversa (começando pelo emprego mais recente). Inclua o nome da empresa, local, cargo ocupado e as datas de início e término. 
  • Demonstre a evolução que você teve, as promoções conquistadas. 
  • Responsabilidade macro de cada cargo e quais eram as atividades realizadas para entregar aquela responsabilidade.
  • Se você for um profissional sênior/gestor, seu currículo precisa ter dados, expressando a sua senioridade. Tamanho da equipe, valor anual negociado, quantidade de projetos sob a sua gestão, enfim os dados adequados a sua área de atuação.
  • Especifique os processos produtivos que você tem conhecimento, categorias de compras, ferramentas e metodologias utilizadas. 
  • Principais Projetos e Conquistas: mencione suas grandes realizações de forma clara e quantificável. Destaque as habilidades que você desenvolveu e como elas beneficiaram a empresa.
  1. Educação: Formação acadêmica, começando com a mais recente. Inclua o nome da instituição, grau obtido, área de estudo e data de conclusão. O curso técnico que você fez em 1900 e bolinhas, não precisa estar presente, a menos que seja a sua única graduação.
  2. Habilidades: Destaque suas habilidades técnicas e conhecimentos relevantes para a vaga, como idiomas, software, ferramentas e tecnologias específicas.
  3. Design Limpo e Profissional: Use um design limpo e organizado, com fontes e tamanhos de texto consistentes. Use bullet points para facilitar a leitura e destaque informações importantes com negrito ou itálico, quando apropriado.
  4. De-Para: Personalize seu currículo para cada vaga, destacando as habilidades e experiências mais relevantes para o cargo específico. Significa mostrar que seu perfil é compatível com a posição.. Não mande o mesmo currículo para todas as vagas. Ao ler o resumo de qualificações do seu currículo, o recrutador precisa identificar que encontrou um excelente candidato e que vale continuar lendo aquele currículo. Trabalhe as principais palavras-chave, para favorecer as buscas por robôs e IAs.

Lembre-se de que seu currículo é a primeira impressão que os empregadores terão de você, então é importante investir tempo e esforço para torná-lo atrativo e profissional. Apenas o currículo não te trará um novo emprego, o que traz um novo emprego é ser aprovado no processo seletivo, que é composto por várias etapas. O Método Você Empregado é uma jornada de conhecimento voltada exclusivamente para quem precisa conquistar um emprego. Detalhe: veja os resultados das pessoas que aplicaram o Método. 

Estruturado em três etapas com mais de 30 aulas em vídeo, as aulas podem ser acompanhadas via celular, computador ou tablet, com acesso individual e intransferível por meio da plataforma Hotmart. O cliente poderá acessar todo o conteúdo livremente por até um ano, inclusive as atualizações, conforme novas práticas e técnicas forem surgindo. O prazo é grande, mas recomendo acompanhar as aulas quanto antes. Com apenas uma hora de dedicação por dia, em quatro semanas, no máximo, é possível assimilar todo o conteúdo. Acompanhando as aulas e, sobretudo, colocando em prática os conhecimentos adquiridos, o candidato a uma vaga de emprego acelera o seu processo de recolocação no mercado de trabalho.

O aluno que se dedica e aplica por completo o Método Você Empregado coloca-se à frente dos demais candidatos em um processo seletivo de emprego. No entanto, para além de todas as características individuais, como formação e experiência profissional, conseguir um novo emprego está sujeito a fatores circunstanciais que fogem ao controle, como localização geográfica do candidato e conjuntura econômica, por exemplo. Nesse sentido, é impossível garantir quando se dará a conquista de um novo emprego. Hoje, porém, a média de prazo de quem aplicou 100% o método é de 90 dias.

Karine Camuci é consultora de carreiras e fundadora da Você Empregado, consultoria especializada em recolocação profissional e desenvolvimento de carreiras.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *